Eu Emissoes Trading System Ets Data Viewer




Eu Emissões Trading System Ets Data ViewerRelatorio de amplitude de monitoramento de emissoes Como partes da UNFCCC e seu Protocolo de Kyoto. A UE e os seus paises membros devem informar anualmente as Nacoes Unidas sobre as suas emissoes de gases com efeito de estufa (inventarios de gases com efeito de estufa). Regularmente sobre as suas politicas em materia de alteracoes climaticas e medidas e progressos no sentido das metas (relatorios bienais e comunicacoes nacionais). Relatorios anuais Todos os paises da UE sao obrigados a monitorizar as suas emissoes no ambito do mecanismo de monitorizacao dos gases com efeito de estufa da UE, que estabelece as regras internas de informacao interna da UE com base em obrigacoes acordadas a nivel internacional. Os relatorios abrangem: as emissoes de 7 gases com efeito de estufa (o inventario de gases com efeito de estufa) de todos os sectores: energia, processos industriais, utilizacao do solo, alteracao do uso da terra e silvicultura (LULUCF), residuos, agricultura, Medidas nacionais de adaptacao as alteracoes climaticas. Estrategias de baixo carbono apoio financeiro e suporte tecnico para paises em desenvolvimento. E compromissos semelhantes no ambito do Acordo de Copenhaga de 2009 e dos Acordos de Cancn de 2010 os governos nacionais utilizam receitas (estimadas em cerca de 11 mil milhoes em 2013) a partir do leilao de licencas no sistema de comercio de emissoes da UE (comprometeram-se a gastar pelo menos metade destas receitas em clima Medidas na UE e no estrangeiro) Mecanismo de monitorizacao Inventarios de gases com efeito de estufa O inventario de gases com efeito de estufa da UE e preparado pela Comissao Europeia, com a colaboracao da Agencia Europeia do Ambiente. O periodo abrangido pelo inventario comeca no ano base (na sua maioria em 1990) e expira ate 2 anos antes do ano em curso (isto e, em 2014 os inventarios abrangem as emissoes ate 2012). O inventario da UE e uma compilacao de inventarios nacionais. Com base nas emissoes comunicadas no ambito do mecanismo de vigilancia dos gases com efeito de estufa da UE. Anos anteriores. Estimativas das emissoes antecipadas O primeiro vislumbre das emissoes do ano anterior decorre das primeiras estimativas das emissoes de CO 2 provenientes da utilizacao de energia, publicadas pelo Eurostat em Abril de Maio. Essas estimativas abrangem apenas um gas e um sector. Para obter dados mais completos, os paises tambem relatam anualmente um inventario aproximado. Contendo as primeiras estimativas das emissoes totais do ano anterior, normalmente publicado no Outono. Relatorios de progresso sobre a accao climatica No ambito do mecanismo de acompanhamento, a Comissao deve apresentar um relatorio anual sobre os progressos alcancados em Quioto e os objectivos da UE para a UE, incluindo as emissoes reais (historicas) e as futuras emissoes previstas para cada pais. Inclui tambem informacoes sobre as politicas e medidas da UE, financiamento do clima e adaptacao. Ao mesmo tempo, em cada Outono, a Agencia Europeia do Ambiente publica tambem um relatorio mais pormenorizado sobre as tendencias e projeccoes das emissoes. Anos anteriores. Os paises desenvolvidos sao obrigados a fazer comunicacoes nacionais as Nacoes Unidas a cada 4 anos, com dados sobre: ??politicas de remocao de emissoes e ampliacao de medidas para reduzir as emissoes de apoio financeiro, tecnologico e de capacitacao outras atividades realizadas para Implementacao da Convencao. A partir de 2014, devem tambem elaborar um relatorio de dois em dois anos (relatorio bienal), a fim de melhorar os relatorios sobre os objectivos de atenuacao e o apoio as comunicacoes nacionais. Anos anteriores. (Novembro de 2011) Por que esta a ser revista a Decisao do Mecanismo de Monitorizacao (Decisao 2802004EC) Este novo regulamento e o instrumento que fornece a base juridica para implementar os compromissos nacionais revistos estabelecidos No pacote climatico e energetico de 2009, bem como assegurar um acompanhamento atempado e preciso dos progressos realizados na implementacao destes compromissos. Foi tambem dada a oportunidade de propor melhorias na legislacao a luz da experiencia adquirida com a implementacao da Decisao do Mecanismo de Monitorizacao, incluindo as suas disposicoes de execucao (Decisao 2005166), bem como em resposta as negociacoes internacionais e as varias convencoes-quadro das Nacoes Unidas sobre as Alteracoes Climaticas (UNFCCC). Em geral, as accoes de atenuacao actuais e futuras da UE serao facilitadas atraves da criacao de um sistema melhorado de monitorizacao e elaboracao de relatorios. Quais sao os principais objectivos do novo regulamento Os objectivos globais do novo regulamento sao: ajudar a Uniao e os seus Estados-Membros a cumprir os seus compromissos de atenuacao e a implementar o pacote clima e energia para melhorar a actualidade, transparencia, exactidao, A comparabilidade ea abrangencia dos dados comunicados pela Uniao e pelos seus Estados-Membros para assegurar que a Uniao e os seus Estados-Membros cumpram as obrigacoes e compromissos internacionais de acompanhamento e de apresentacao de relatorios, incluindo a apresentacao de relatorios sobre o apoio financeiro e tecnico prestado aos paises em desenvolvimento para facilitar o desenvolvimento de Novos instrumentos de mitigacao e adaptacao as alteracoes climaticas da Uniao, a fim de fornecer uma base juridica para a implementacao de futuros requisitos e orientacoes em materia de comunicacao de informacoes nos termos da legislacao da Uniao ou de acordos e decisoes internacionais. Quem eo que se refere a este novo regulamento O presente regulamento abrange os relatorios da UE e dos seus Estados-Membros exigidos ao abrigo da CQNUAC e do Protocolo de Quioto. Abrange as emissoes de seis gases com efeito de estufa de todos os sectores (energia, processos industriais, utilizacao do solo, mudanca de uso da terra e silvicultura, residuos, agricultura, etc.). Baseia-se em metodologias estabelecidas no Painel Intergovernamental sobre Mudancas Climaticas (IPCC) e nos dados estatisticos agregados existentes a nivel nacional. A comunicacao ao abrigo do novo regulamento difere da notificacao ao abrigo da Directiva relativa ao sistema comunitario de comercio de licencas de emissao (RCLE-UE), que abrange a comunicacao de informacoes entre empresas as autoridades dos Estados-Membros e baseia-se em dados recolhidos pela industria. Como o Regulamento do Mecanismo de Monitorizacao se relaciona com as negociacoes internacionais em curso no ambito da UNFCCC A comunicacao reforcada e essencial para o reconhecimento dos esforcos dos Unioes e dos Estados Membros no cumprimento de seus compromissos de prestar apoio financeiro, tecnologico e de capacitacao as Partes paises em desenvolvimento Conforme acordado nas conferencias da UNFCCC de 2009 e 2010. Neste contexto, deve tambem ser tida em conta a particularidade do sistema de notificacao da UE, que exige a garantia de relatorios de qualidade, tanto a nivel da UE como dos Estados-Membros, ea coerencia da informacao entre a UE e os Estados-Membros. O novo regulamento: implementa os requisitos de monitorizacao e de comunicacao da decisao de partilha de esforcos e da Directiva RCLE-UE revista atraves de: estabelecimento de um ciclo de revisao e cumprimento no ambito da Decisao de partilha de esforcos, que incorpora os requisitos de notificacao A utilizacao das receitas provenientes da venda em leilao de licencas de emissao de carbono, tal como estipulado na Directiva RCLE revista, reforca o actual quadro de monitorizacao e de apresentacao de relatorios de modo a satisfazer as necessidades da futura legislacao comunitaria e internacional atraves do estabelecimento de uma base para monitorizar e comunicar as emissoes provenientes do transporte maritimo, - CO2 da aviacao, do LULUCF e da adaptacao melhora a informacao da UE e dos Estados-Membros sobre o apoio financeiro e tecnologico prestado aos paises em desenvolvimento, assegurando assim a adesao aos compromissos internacionais ao abrigo da CQNUAC. Os instrumentos juridicos que abordam os poluentes atmosfericos melhoram a comunicacao de emissoes, projeccoes, politicas e medidas reais, tendo em conta os ensinamentos retirados da execucao anterior. Como o novo regulamento lida com as receitas de leiloes geradas a partir do sistema de comercio de licencas de emissao O novo regulamento fornece a base para a comunicacao das receitas de leilao do RCLE-UE de acordo com as disposicoes do pacote clima e energia. Garante a transparencia e acompanha o cumprimento do compromisso de utilizar pelo menos metade das receitas anuais de leiloes - no montante de pelo menos 11 mil milhoes - para medidas de luta contra as alteracoes climaticas na UE e em paises terceiros. Este relatorio nao impoe obrigacoes ou custos adicionais as empresas, uma vez que e dirigido aos ministerios financeiros do Tesouro. Como e que o novo regulamento lida com a prestacao de informacoes sobre o apoio financeiro e tecnico prestado aos paises em desenvolvimento Na Conferencia da CQNUMC de 2009 em Copenhaga, a Uniao e os Estados-Membros comprometeram-se a fornecer financiamento climatico e de apoio tecnologico rapido e de longo prazo aos paises em desenvolvimento . Na Conferencia de Cancun de 2010, as partes concordaram (paragrafo 40 da Decisao 1CP.16) que cada pais desenvolvido melhorara a prestacao de apoio financeiro, tecnologico e de capacitacao as Partes paises em desenvolvimento. O novo regulamento garante a transparencia ea abrangencia da prestacao de informacao sobre o tipo eo montante do apoio financeiro e tecnologico prestado aos paises em desenvolvimento, tanto a nivel da UE como dos Estados-Membros, de acordo com o compromisso assumido no ambito da UNFCCC. O novo regulamento estabelece os requisitos necessarios para aumentar, na medida do possivel, a comparabilidade ea coerencia da apresentacao de relatorios nestas areas atraves do estabelecimento de regras, metodos e formatos comuns. Isso permite a identificacao clara de lacunas e melhorias subsequentes. Com base nesta abordagem sistematica e comum de apresentacao de relatorios sobre o apoio, a UE podera demonstrar um cumprimento inequivoco das suas obrigacoes ao abrigo da CQNUAC. Como o presente regulamento contribui para o 20 objectivo europeu de reducao das emissoes ate 2020 O pacote relativo ao clima e a energia preconizava um acompanhamento, comunicacao e verificacao mais rapidos, eficientes, transparentes e rentaveis ??das emissoes de gases com efeito de estufa. Identificou igualmente dominios em que seria necessaria uma accao a nivel da UE, mas em que os dados sao actualmente insuficientes ou insuficientemente recolhidos a nivel da UE e dos Estados-Membros. Este novo regulamento contribui para o objectivo de reducao das emissoes em 20 anos, tornando o processo de revisao anual das informacoes comunicadas mais rapido e mais eficiente e permitindo a determinacao anual do cumprimento pelos Estados-Membros dos seus objectivos. O novo regulamento exige igualmente relatorios especificos sobre as politicas e medidas aplicadas pelos Estados-Membros nos sectores nao abrangidos pelo RCLE, promovendo, assim, accoes de mitigacao a nivel nacional que ajudem os Estados-Membros a atingir os seus objectivos individuais ea UE no seu conjunto 20 . A Estrategia Europa 2020, a nova estrategia integrada de politica economica para o crescimento e o emprego, inclui os objectivos de limitacao de emissoes europeus e nacionais como objectivos principais. O novo regulamento permite o acompanhamento dos progressos no sentido da realizacao destes objectivos. Por ultimo, o novo regulamento estabelece a base para a comunicacao das emissoes provenientes do transporte maritimo e dos impactos nao provenientes da aviacao, o que abre caminho para a implementacao de medidas eficazes nestes sectores. Quais sao os impactos relacionados com a implementacao deste novo regulamento Como os requisitos de informacao do novo Regulamento sao definidos a nivel nacional com base nas metodologias do IPCC e nos dados estatisticos existentes, os principais impactos serao sobre as autoridades publicas nacionais responsaveis ??pela recolha E analisar os dados relevantes e produzir os relatorios necessarios. A revisao nao exigira uma recolha adicional de dados por parte das PME ou da industria, uma vez que nao existem requisitos de informacao directa ou indirecta impostos as PME ou a industria e as alteracoes propostas nao terao qualquer impacto na carga administrativa dos operadores de instalacao ETS ou de quaisquer outros intervenientes industriais . Os requisitos de apresentacao de relatorios no que se refere ao apoio financeiro e tecnologico e adaptacao sao aplicaveis ??aos relatorios de nivel de autoridade nacional e nao impoem quaisquer obrigacoes as empresas. O novo regulamento assegurara a disponibilidade de informacao melhor e mais abrangente sobre as questoes relacionadas com as alteracoes climaticas, facilitara o acesso dos cidadaos as informacoes disponiveis e promovera, em geral, o objectivo a longo prazo de sensibilizacao para as questoes relacionadas com as alteracoes climaticas. Quais sao os proximos passos A proposta de regulamento sera apresentada ao Parlamento Europeu e ao Conselho para adopcao no ambito do processo legislativo ordinario. Apos a sua adopcao pelo Parlamento e pelo Conselho, o regulamento sera publicado no Jornal Oficial da Uniao Europeia e, 20 dias mais tarde, entrara em vigor. O regulamento substituira integralmente a actual decisao do mecanismo de acompanhamento, sera vinculativo e sera directamente aplicavel em todos os Estados-Membros. Ligacoes uteisEditor de dados do Sistema de Comercio de Emissoes da UE (ETS) Nota: esta disponivel nova versao Este artigo foi arquivado em 15 de novembro de 2016. reason: Other (New version data-and-mapsdatadata-viewersemissions-trading-viewer-1 was published) O visualizador de dados do ETS fornece um acesso facil aos dados de comercio de emissoes contidos no Registro de Transacoes da Uniao Europeia (EUTL). O EUTL e um diario central de transaccoes, gerido pela Comissao Europeia, que verifica e regista todas as transaccoes que ocorrem no sistema de comercio. O visualizador de dados EU ETS fornece dados agregados por pais, por tipo de actividade principal e por ano sobre as emissoes verificadas, licencas e unidades entregues das mais de 12 000 instalacoes estacionarias que comunicam ao abrigo do sistema de comercio de emissoes da UE, bem como 1300 operadores de aeronaves. Uma descricao detalhada das funcionalidades do telespectador e dos dados subjacentes e fornecida no Manual do Utilizador e na nota de fundo. As informacoes de ETS seguintes foram extraidas das EUTL das Comissoes Europeias em 3 de Maio de 2016. Foram agregadas a nivel nacional e por tipo de actividade com base em dados ao nivel da entidade. Emissoes verificadas (2) Unidades abatidas (4, 4.1, 4.2 e 4.3) A correccao das licencas atribuidas livremente (1.2) e introduzida pelo EEE Para reflectir as transferencias de licencas nao reflectidas no EUTL. Baseia-se em informacoes adicionais dos Estados-Membros e da Comissao Europeia. Os dados sobre as licencas de leilao ou de venda (1.3) baseiam-se em calendarios de leiloes e nos resultados de leiloes publicados pelas plataformas de leiloes de licencas de emissao no ETS da UE: European Energy Exchange (EEX) e Intercontinental Exchange (ICE). Os dados relativos as dotacoes totais atribuidas (1) e a correccao de subsidios (1.2) e aos leiloes (1.3) estao disponiveis apenas a nivel nacional. Eles podem ser divididos entre aviacao (10) e instalacoes estacionarias (20-99). Nao e possivel mais divisao por tipo de atividade. Por conseguinte, estes dados so sao apresentados quando sao seleccionados os seguintes parametros: Informacao EU ETS: 10 Aviacao ou 20-99 Todas as instalacoes estacionarias (seleccao por defeito) Tamanho: Todos os tamanhos (seleccao predefinida) Entidade activa: Todas as entidades (seleccao predefinida) De licencas de emissao e leiloado a nivel da UE, no ambito do NER 300, um programa de financiamento para projectos inovadores de demonstracao de energia com baixas emissoes de carbono. Estes subsidios sao visiveis ao seleccionar NER 300 leiloes na categoria Pais. O ajustamento do ambito de aplicacao consistente das licencas e das emissoes desde 2005 (3) e uma correccao, calculada pelo EEE, dos dados EUTL sobre as licencas atribuidas e as emissoes verificadas entre 2005 e 2012, a fim de alinhar estes dados com o actual ambito do RCLE-UE. Reflecte as sucessivas alteracoes no ambito do RCLE-UE (novos paises, actividades, gases, etc.). Tendo em conta esta correccao de ambito e relevante para a analise das tendencias ao longo de varios anos, em especial nos periodos de negociacao. Os dados relativos as unidades devolvidas estao disponiveis por tipo de unidades (EUAs e EUAAs (4.1)) RCE (4.2) e URE (4.3)) ate 2012. A partir de 2013, so esta disponivel o total de unidades entregues (4). As informacoes sobre o tipo de actividade das entidades abrangidas pelo RCLE-UE baseiam-se no EUTL. Foi ainda harmonizado pelo EEE, a fim de reunir os codigos de tipo de actividade utilizados no primeiro e no segundo periodos de negociacao (e ainda utilizados por um numero significativo de instalacoes) com novos codigos de tipo de actividade oficialmente em uso no periodo de negociacao em curso. Esta harmonizacao foi efectuada com base em informacoes adicionais disponiveis sobre a actividade real das instalacoes. Conteudo relacionado Baseado em dados Este site usa cookiesEU Emissions Trading System (ETS) visualizador de dados Este site tem funcionalidade limitada com javascript off. Por favor, certifique-se o javascript esta habilitado no seu browser. O visor de dados EU ETS fornece um acesso facil aos dados de comercio de emissoes contidos no EUTL (Registro de Transacoes da Uniao Europeia). O EUTL e um diario central de transaccoes, gerido pela Comissao Europeia, que verifica e regista todas as transaccoes que ocorrem no sistema de comercio. O visualizador de dados EU ETS fornece dados agregados por pais, por tipo de actividade principal e por ano sobre as emissoes verificadas, licencas e unidades entregues das mais de 12 000 instalacoes estacionarias que comunicam ao abrigo do sistema de comercio de emissoes da UE, bem como 1300 operadores de aeronaves. O manual sobre como usar o visualizador de dados pode ser baixado aqui. As informacoes ETS apresentadas neste visualizador baseiam-se principalmente no registo de transaccoes da Uniao Europeia (EUTL). Os dados da EUTL foram extraidos em 13 de Setembro de 2016, ao nivel da entidade, e agregados a nivel nacional e por tipo de actividade. Os dados extraidos do EUTL sao: A informacao do ETS 3. Estimativa para reflectir o actual ambito ETS para licencas e emissoes corresponde as estimativas do EEE com o objectivo de reflectir o ambito actual do EU ETS (terceiro periodo comercial de 2013 a 2020). Isto deve-se ao facto de o ambito do RCLE-UE ter evoluido desde a sua criacao em 2005 (inclusao de novos paises, actividades e gases), pelo que as tendencias das emissoes e as dotacoes atribuidas directamente com base no EUTL nao sao totalmente coerentes ao longo do tempo. Estas estimativas, reflectidas na informacao ETS 3. Baseiam-se em informacoes dos Estados-Membros e da Comissao Europeia. A tomada em consideracao destas estimativas e relevante para as analises das tendencias ao longo de varios anos, em especial nos periodos de negociacao. Os subsidios leiloados ou vendidos (EUAs e EUAAs) baseiam-se em calendarios de leiloes e resultados de leiloes publicados pelas plataformas de leiloes de licencas de emissao no ETS da UE: European Energy Exchange (EEX) e Intercontinental Exchange (ICE). Informacoes relativas ao regime de comercio de licencas de emissao 1. Total de licencas atribuidas. 1.2 Correccao das licencas atribuidas livremente (nao reflectidas na EUTL). 1.3 As licencas de emissao leiloadas ou vendidas apenas estao disponiveis a nivel nacional. Os dados podem ser divididos entre a aviacao (tipo de atividade 10) e instalacoes estacionarias (tipos de atividade 20-99). Nao e possivel mais divisao por tipo de atividade. Por conseguinte, estes dados so sao apresentados quando sao seleccionados os seguintes parametros: Informacao EU ETS: 10 Aviacao ou 20-99 Todas as instalacoes estacionarias (seleccao por defeito) Tamanho: Todos os tamanhos (seleccao predefinida) Entidade activa: Todas as entidades (seleccao por defeito) Inclui 300 leiloes NER. Trata-se de reflectir o leilao, a nivel da UE, de um certo numero de licencas de emissao, no ambito do programa de financiamento de 300 projectos de demonstracao de energia com baixas emissoes de carbono. Estes subsidios sao visiveis ao seleccionar NER 300 leiloes na categoria Pais. A informacao do ETS sobre as unidades devolvidas esta disponivel por tipo de unidades (4,1 (EUAs e EUAA), 4,2 (RCE) e 4,3 (URE) ate 2012. A partir de 2013, so esta disponivel o total de unidades entregues (4). A informacao sobre o tipo de actividade das entidades abrangidas pelo RCLE-UE baseia-se na classificacao EUTL (que difere da nomenclatura da CQNUAC para as categorias de fontes de emissao de gases com efeito de estufa ou codigos NACE). Foi ainda harmonizado pelo EEE, a fim de reunir os codigos de tipo de actividade utilizados no primeiro e no segundo periodos de negociacao (e ainda utilizados por um numero significativo de instalacoes) com novos codigos de tipo de actividade oficialmente em uso no periodo de negociacao em curso. Esta harmonizacao foi efectuada com base em informacoes adicionais disponiveis sobre a actividade real das instalacoes. Conteudo relacionado Este site usa cookies