Forex Walkthrough Economia




Forex Walkthrough EconomiaSimilar ao mercado conservado em estoque, os comerciantes nos mercados do forex confiam em duas formas de analise: analise tecnica e analise fundamental. Analise tecnica e usado de forma semelhante em acoes como no forex, atraves da analise de graficos e indicadores. Analise fundamental e um pouco diferente, enquanto as empresas tem demonstracoes financeiras a analisar, os paises tem uma fatia de relatorios economicos e indicadores que precisam ser analisados. A fim de analisar o quanto voce acha que uma moeda do pais vale, voce precisa avaliar a situacao economica do pais, a fim de negociar mais eficazmente moedas. Nesta secao, bem dar uma olhada em alguns dos principais relatorios economicos que ajudam os comerciantes estudar a situacao economica de um pais. Indicadores economicos Os indicadores economicos sao relatos que detalham o desempenho economico de um pais em uma area especifica. Estes relatorios sao geralmente publicados periodicamente por agencias governamentais ou organizacoes privadas. Embora existam inumeras politicas e fatores que podem afetar o desempenho de um pais, os fatores diretamente mensuraveis ??estao incluidos nesses relatorios economicos. (Para uma visao abrangente dos indicadores economicos, consulte o Tutorial de Indicadores Economicos.) Esses relatorios sao publicados periodicamente, de modo que as mudancas nos indicadores economicos podem ser comparadas a periodos semelhantes. Relatorios economicos geralmente tem o mesmo efeito em moedas que relatorios de ganhos ou relatorios trimestrais tem sobre as empresas. No forex, como na maioria dos mercados, se o relatorio se desvia do que era esperado por economistas ou analistas para acontecer, entao ele pode causar grandes movimentos no preco da moeda. Abaixo estao alguns dos principais relatorios economicos e indicadores utilizados para analise fundamental no mercado forex. Voce provavelmente ja ouviu falar de alguns desses indicadores, como o PIB, porque muitos deles tambem tem um efeito substancial sobre os mercados de acoes. O Produto Interno Bruto (PIB) O PIB e considerado por muitos como a medida mais ampla do desempenho economico de um pais. Representa o valor de mercado total de todos os bens acabados e servicos produzidos em um pais em um determinado ano. A maioria dos comerciantes nao se concentram no relatorio final do PIB, mas sim nos dois relatorios publicados alguns meses antes do PIB final: o relatorio do PIB antecipado eo relatorio preliminar. Isso ocorre porque o valor final do PIB e frequentemente considerado um indicador atrasado. O que significa que ele pode confirmar uma tendencia, mas nao pode prever uma tendencia, que nao e muito util para os comerciantes olhando para indentify uma tendencia. Em comparacao com o mercado de acoes, o relatorio do PIB e um pouco semelhante a declaracao de renda de uma empresa publica relatorios no final do ano. Ambos dao aos investidores e comerciantes uma indicacao do crescimento que ocorreu durante o periodo. Vendas no varejo As vendas no varejo sao um relatorio muito atentamente monitorado que mede o total de recibos, ou valor em dolar, de todas as mercadorias vendidas em lojas de varejo em um determinado periodo de tempo. pais. O relatorio estima o total de mercadorias vendidas atraves da recolha de dados de amostras de retalhistas em todo o pais. Porque os consumidores representam mais de dois tercos da economia, este relatorio e muito util para os comerciantes para medir a direcao da economia. Alem disso, como os dados dos relatorios sao baseados nas vendas do mes anterior, e um indicador oportuno, ao contrario do relatorio do PIB, que e um indicador atrasado. O conteudo do relatorio de vendas no varejo pode causar volatilidade acima do normal no mercado e informacoes no relatorio tambem podem ser usadas para medir as pressoes inflacionarias que afetam as taxas do Fed. Producao Industrial O relatorio de producao industrial, divulgado mensalmente pelo Federal Reserve. Relatorios sobre as mudancas na producao de fabricas, minas e servicos publicos em uma das medidas de perto acompanhadas incluidas neste relatorio e o indice de utilizacao da capacidade que estima o nivel de atividade de producao na economia. E preferivel para um pais ver valores crescentes de producao e utilizacao da capacidade em niveis elevados. Tipicamente, a utilizacao da capacidade na faixa de 82-85 e considerada apertada e pode aumentar a probabilidade de aumentos de precos ou escassez de suprimentos no curto prazo. Niveis inferiores a 80 sao geralmente interpretados como mostrando folga na economia que pode aumentar a probabilidade de uma recessao. (Certifique-se de verificar tambem o nosso Federal Reserve Tutorial para que voce entenda o papel de um dos jogadores mais importantes nos mercados forex.) Indice de Precos ao Consumidor (IPC) O IPC e um indicador economico que mede o nivel de mudancas de precos na economia , E e a referencia para medir a inflacao. Usando uma cesta de mercadorias que e representativa dos bens e servicos na economia, o IPC compara as variacoes de precos nesta cesta ano apos ano. Este relatorio e um dos indicadores economicos mais importantes disponiveis, e sua liberacao pode aumentar a volatilidade nos mercados de acoes, renda fixa e forex. As implicacoes da inflacao podem ser um catalisador fundamental para os movimentos no mercado cambial. (Saiba mais sobre algumas das preocupacoes sobre o calculo do CPI na controversia Indice de Precos ao Consumidor.) Conclusao Esta e apenas uma breve visao geral de alguns dos principais relatorios que voce deve estar ciente de como um novo comerciante de forex. Existem inumeros outros relatorios e fatores que podem afetar um valor currencys, mas aqui estao algumas dicas para manter em mente que ira ajuda-lo a manter no topo do seu jogo. Saiba quando os relatorios economicos devem ser lancados. Mantenha um calendario de datas de lancamento na mao para se certificar de que voce nao cair para tras. Muitas vezes, os mercados tambem serao volateis antes do lancamento de um grande relatorio baseado em expectativas. Economics Basics: Demand and Supply A oferta ea demanda e talvez um dos conceitos mais fundamentais da economia e e a espinha dorsal de uma economia de mercado. A demanda refere-se a quanto (quantidade) de um produto ou servico e desejado pelos compradores. A quantidade demandada e a quantidade de um produto que as pessoas estao dispostas a comprar a um certo preco a relacao entre o preco ea quantidade demandada e conhecida como a relacao de demanda. A oferta representa o quanto o mercado pode oferecer. A quantidade fornecida refere-se a quantidade de certos bons produtores estao dispostos a fornecer ao receber um determinado preco. A correlacao entre preco e quanto de um bem ou servico e fornecido ao mercado e conhecida como a relacao de fornecimento. O preco, portanto, e um reflexo da oferta e demanda. A relacao entre demanda e oferta esta subjacente as forcas por tras da alocacao de recursos. Nas teorias da economia de mercado, a teoria da demanda e da oferta alocara os recursos da maneira mais eficiente possivel. Como Vamos dar uma olhada mais de perto na lei da demanda e da lei da oferta. A. A Lei da Demanda A lei da demanda afirma que, se todos os outros fatores permanecem iguais, quanto maior o preco de um bem, menos as pessoas exigirao esse bem. Em outras palavras, quanto maior o preco, menor a quantidade demandada. A quantidade de um bem que compradores compra a um preco mais elevado e menor porque como o preco de um bom sobe, assim que faz o custo de oportunidade de comprar aquele bom. Como resultado, as pessoas, naturalmente, evitar a compra de um produto que ira forca-los a renunciar ao consumo de algo mais eles valorizam mais. O grafico abaixo mostra que a curva e uma inclinacao descendente. A, B e C sao pontos na curva de demanda. Cada ponto da curva reflete uma correlacao direta entre a quantidade demandada (Q) eo preco (P). Assim, no ponto A, a quantidade demandada sera Q1 eo preco sera P1, e assim por diante. A curva de relacao de demanda ilustra a relacao negativa entre preco e quantidade demandada. Quanto maior o preco de um bem, menor a quantidade demandada (A), e quanto menor o preco, mais o bem estara na demanda (C). B. A Lei de Fornecimento Como a lei da demanda, a lei de suprimento demonstra as quantidades que serao vendidas a um determinado preco. Mas ao contrario da lei da demanda, a relacao de oferta mostra uma inclinacao ascendente. Isto significa que quanto maior o preco, maior a quantidade fornecida. Os produtores fornecem mais a um preco mais elevado porque vender uma quantidade mais elevada a um preco mais elevado aumenta a receita. A, B e C sao pontos na curva de oferta. Cada ponto da curva reflete uma correlacao direta entre a quantidade fornecida (Q) eo preco (P). No ponto B, a quantidade fornecida sera Q2 eo preco sera P2, e assim por diante. (Para saber como os fatores economicos sao usados ??na troca de moeda, leia Forex Passo a passo: Economia.) Tempo e Fornecimento Ao contrario da relacao de demanda, no entanto, a relacao de oferta e um fator de tempo. O tempo e importante para suprir porque os fornecedores devem, mas nao podem sempre, reagir rapidamente a uma mudanca na demanda ou no preco. Portanto, e importante tentar determinar se uma mudanca de preco causada pela demanda sera temporaria ou permanente. Vamos dizer theres um aumento subito na demanda e preco para guarda-chuvas em uma estacao chuvosa inesperada fornecedores podem simplesmente acomodar a demanda usando seus equipamentos de producao mais intensivamente. Se, no entanto, ha uma mudanca climatica, ea populacao vai precisar de guarda-chuvas o ano todo, a mudanca na demanda e preco sera esperado para ser fornecedores de longo prazo tera de mudar seus equipamentos e instalacoes de producao, Niveis de demanda. C. Relacao entre Fornecimento e Demanda Agora que conhecemos as leis de oferta e demanda, vamos dar um exemplo para mostrar como a oferta e a demanda afetam o preco. Imagine que um CD de edicao especial de sua banda favorita e lancado para 20. Como a analise anterior da empresa de gravadores mostrou que os consumidores nao exigem CDs a um preco superior a 20, apenas dez CDs foram lancados porque o custo de oportunidade e muito alto para os fornecedores Produzir mais. Se, no entanto, os dez CDs forem exigidos por 20 pessoas, o preco subira posteriormente porque, de acordo com a relacao de demanda, a medida que a demanda aumenta, o mesmo acontece com o preco. Consequentemente, o aumento do preco devera levar a que mais CDs sejam fornecidos, dado que a relacao de fornecimento mostra que quanto maior o preco, maior a quantidade fornecida. Se, no entanto, houver 30 CDs produzidos ea demanda ainda estiver em 20, o preco nao sera empurrado para cima porque a oferta mais do que acomoda a demanda. De fato, depois que os 20 consumidores ficaram satisfeitos com suas compras de CDs, o preco dos CDs sobrantes pode cair a medida que os produtores de CD tentam vender os dez CDs restantes. O preco mais baixo fara o CD mais disponivel para as pessoas que haviam decidido previamente que o custo de oportunidade de comprar o CD em 20 era muito alto. D. Equilibrio Quando a oferta e a demanda sao iguais (isto e, quando a funcao de suprimento e a funcao de demanda se cruzam) a economia e dita estar em equilibrio. Neste momento, a alocacao de bens e a mais eficiente porque a quantidade de bens que estao sendo fornecidos e exatamente igual a quantidade de bens que esta sendo demandada. Assim, todos (individuos, empresas ou paises) estao satisfeitos com a condicao economica atual. Ao preco determinado, os fornecedores estao vendendo todos os bens que eles produziram e os consumidores estao recebendo todos os produtos que eles estao exigindo. Como voce pode ver no grafico, o equilibrio ocorre na interseccao da curva de demanda e oferta, o que indica ausencia de ineficiencia alocativa. Neste ponto, o preco dos bens sera P ea quantidade sera Q. Estes numeros sao referidos como preco de equilibrio e quantidade. No mercado real, o equilibrio so pode ser alcancado em teoria, entao os precos dos bens e servicos estao em constante mudanca em relacao as flutuacoes da demanda e da oferta. E. Desequilibrio O desequilibrio ocorre sempre que o preco ou quantidade nao e igual a P ou Q. Excesso de Abastecimento Se o preco for muito alto, o excesso de oferta sera criado dentro da economia e havera ineficiencia alocativa. Ao preco P1, a quantidade de bens que os produtores desejam fornecer e indicada por Q2. Em P1, no entanto, a quantidade que os consumidores querem consumir esta em Q1, uma quantidade muito menor do que Q2. Como Q2 e maior que Q1, muito esta sendo produzido e muito pouco esta sendo consumido. Os fornecedores estao tentando produzir mais bens, que esperam vender para aumentar os lucros, mas aqueles que consomem os produtos vao achar o produto menos atraente e comprar menos porque o preco e muito alto. 2. Excesso de Demanda O excesso de demanda e criado quando o preco e definido abaixo do preco de equilibrio. Porque o preco e tao baixo, muitos consumidores querem o bem, enquanto os produtores nao estao fazendo o suficiente. Nessa situacao, ao preco P1, a quantidade de bens demandada pelos consumidores a esse preco e Q2. Por outro lado, a quantidade de bens que os produtores estao dispostos a produzir a esse preco e Q1. Assim, ha muito poucos bens produzidos para satisfazer os desejos (demanda) dos consumidores. No entanto, como os consumidores tem que competir uns com os outros para comprar o bem a esse preco, a demanda vai empurrar o preco para cima, tornando os fornecedores querem fornecer mais e aproximar o preco de seu equilibrio. 1. Movimentos Um movimento refere-se a uma mudanca ao longo de uma curva. Na curva de demanda, um movimento denota uma mudanca no preco e quantidade demandada de um ponto para outro na curva. O movimento implica que a relacao de demanda permaneca consistente. Portanto, um movimento ao longo da curva de demanda ocorrera quando o preco do bem mudar e a quantidade demandada mudar de acordo com a relacao de demanda original. Em outras palavras, um movimento ocorre quando uma mudanca na quantidade exigida e causada apenas por uma mudanca no preco, e vice-versa. Como um movimento ao longo da curva de demanda, um movimento ao longo da curva de oferta significa que a relacao de fornecimento permanece consistente. Portanto, um movimento ao longo da curva de oferta ocorrera quando o preco do bem mudar e a quantidade fornecida mudar de acordo com a relacao original de suprimento. Em outras palavras, um movimento ocorre quando uma mudanca na quantidade fornecida e causada apenas por uma mudanca no preco, e vice-versa. 2. Mudancas Uma mudanca na curva de demanda ou oferta ocorre quando uma quantidade de mercadorias demandada ou fornecida muda mesmo que o preco permaneca o mesmo. Por exemplo, se o preco de uma garrafa de cerveja era 2 e a quantidade de cerveja exigida aumentou de Q1 para Q2, entao haveria uma mudanca na demanda por cerveja. Mudancas na curva de demanda implicam que a relacao da demanda original mudou, significando que a demanda por quantidade e afetada por um fator diferente do preco. Uma mudanca na relacao de demanda ocorreria se, por exemplo, a cerveja se tornasse repentinamente o unico tipo de alcool disponivel para o consumo. Por outro lado, se o preco de uma garrafa de cerveja era de 2 e a quantidade fornecida diminuiu de Q1 para Q2, entao haveria uma mudanca no fornecimento de cerveja. Como uma mudanca na curva de demanda, uma mudanca na curva de oferta implica que a curva de oferta original tenha mudado, o que significa que a quantidade fornecida e efetuada por um fator diferente do preco. Uma mudanca na curva de oferta ocorreria se, por exemplo, um desastre natural causasse uma falta de massa de lupulo, os fabricantes de cerveja seriam forcados a fornecer menos cerveja pelo mesmo preco. Oferta e demanda A oferta e demanda e talvez um dos conceitos mais fundamentais Da economia e e a espinha dorsal de uma economia de mercado. A demanda refere-se a quanto (quantidade) de um produto ou servico e desejado pelos compradores. A quantidade demandada e a quantidade de um produto que as pessoas estao dispostas a comprar a um certo preco a relacao entre o preco ea quantidade demandada e conhecida como a relacao de demanda. A oferta representa o quanto o mercado pode oferecer. A quantidade fornecida refere-se a quantidade de certos bons produtores estao dispostos a fornecer ao receber um determinado preco. A correlacao entre preco e quanto de um bem ou servico e fornecido ao mercado e conhecida como a relacao de fornecimento. O preco, portanto, e um reflexo da oferta e demanda. A relacao entre demanda e oferta esta subjacente as forcas por tras da alocacao de recursos. Nas teorias da economia de mercado, a teoria da demanda e da oferta alocara os recursos da maneira mais eficiente possivel. Como Vamos dar uma olhada mais de perto na lei da demanda e da lei da oferta. A. A Lei da Demanda A lei da demanda afirma que, se todos os outros fatores permanecem iguais, quanto maior o preco de um bem, menos as pessoas exigirao esse bem. Em outras palavras, quanto maior o preco, menor a quantidade demandada. A quantidade de um bem que compradores compra a um preco mais elevado e menor porque como o preco de um bom sobe, assim que faz o custo de oportunidade de comprar aquele bom. Como resultado, as pessoas, naturalmente, evitar a compra de um produto que ira forca-los a renunciar ao consumo de algo mais eles valorizam mais. O grafico abaixo mostra que a curva e uma inclinacao descendente. A, B e C sao pontos na curva de demanda. Cada ponto da curva reflete uma correlacao direta entre a quantidade demandada (Q) eo preco (P). Assim, no ponto A, a quantidade demandada sera Q1 eo preco sera P1, e assim por diante. A curva de relacao de demanda ilustra a relacao negativa entre preco e quantidade demandada. Quanto maior o preco de um bem, menor a quantidade demandada (A), e quanto menor o preco, mais o bem estara na demanda (C). B. A Lei de Fornecimento Como a lei da demanda, a lei de suprimento demonstra as quantidades que serao vendidas a um determinado preco. Mas ao contrario da lei da demanda, a relacao de oferta mostra uma inclinacao ascendente. Isto significa que quanto maior o preco, maior a quantidade fornecida. Os produtores fornecem mais a um preco mais elevado porque vender uma quantidade mais elevada a um preco mais elevado aumenta a receita. A, B e C sao pontos na curva de oferta. Cada ponto da curva reflete uma correlacao direta entre a quantidade fornecida (Q) eo preco (P). No ponto B, a quantidade fornecida sera Q2 eo preco sera P2, e assim por diante. (Para saber como os fatores economicos sao usados ??na troca de moeda, leia Forex Walkthrough: Economics.) Ao contrario da relacao de demanda, no entanto, a relacao de oferta e um fator de tempo. O tempo e importante para suprir porque os fornecedores devem, mas nao podem sempre, reagir rapidamente a uma mudanca na demanda ou no preco. Portanto, e importante tentar determinar se uma mudanca de preco causada pela demanda sera temporaria ou permanente. Vamos dizer theres um aumento subito na demanda e preco para guarda-chuvas em uma estacao chuvosa inesperada fornecedores podem simplesmente acomodar a demanda usando seus equipamentos de producao mais intensivamente. Se, no entanto, ha uma mudanca climatica, ea populacao vai precisar de guarda-chuvas o ano todo, a mudanca na demanda e preco sera esperado para ser fornecedores de longo prazo tera de mudar seus equipamentos e instalacoes de producao, Niveis de demanda. C. Relacao entre Fornecimento e Demanda Agora que conhecemos as leis de oferta e demanda, vamos dar um exemplo para mostrar como a oferta e a demanda afetam o preco. Imagine que um CD de edicao especial de sua banda favorita e lancado para 20. Como a analise anterior da empresa de gravadores mostrou que os consumidores nao exigirao CDs a um preco superior a 20, apenas dez CDs foram lancados porque o custo de oportunidade e muito alto para os fornecedores Produzir mais. Se, no entanto, os dez CDs forem exigidos por 20 pessoas, o preco subira posteriormente porque, de acordo com a relacao de demanda, a medida que a demanda aumenta, o mesmo acontece com o preco. Consequentemente, o aumento do preco devera levar a que mais CDs sejam fornecidos, dado que a relacao de fornecimento mostra que quanto maior o preco, maior a quantidade fornecida. Se, no entanto, houver 30 CDs produzidos ea demanda ainda estiver em 20, o preco nao sera empurrado para cima porque a oferta mais do que acomoda a demanda. De fato, depois que os 20 consumidores ficaram satisfeitos com suas compras de CDs, o preco dos CDs sobrantes pode cair a medida que os produtores de CDs tentam vender os dez CDs restantes. O preco mais baixo fara o CD mais disponivel para as pessoas que haviam decidido previamente que o custo de oportunidade de comprar o CD em 20 era muito alto. Quando a oferta e a demanda sao iguais (isto e, quando a funcao de suprimento e a funcao de demanda se cruzam) a economia e dita estar em equilibrio. Neste momento, a alocacao de bens e a mais eficiente porque a quantidade de bens que estao sendo fornecidos e exatamente igual a quantidade de bens que esta sendo demandada. Assim, todos (individuos, empresas ou paises) estao satisfeitos com a condicao economica atual. Ao preco determinado, os fornecedores estao vendendo todos os bens que eles produziram e os consumidores estao recebendo todos os produtos que eles estao exigindo. Como voce pode ver no grafico, o equilibrio ocorre na interseccao da curva de demanda e oferta, o que nao indica ineficiencia alocativa. Neste ponto, o preco dos bens sera P ea quantidade sera Q. Estes numeros sao referidos como preco de equilibrio e quantidade. No mercado real, o equilibrio so pode ser alcancado em teoria, entao os precos dos bens e servicos estao em constante mudanca em relacao as flutuacoes da demanda e da oferta. O equilibrio de D ocorre sempre que o preco ou quantidade nao e igual a P ou Q. 1. Suprimento excessivo Se o preco for definido muito alto, o excesso de oferta sera criado dentro da economia e havera ineficiencia alocativa. Nessa situacao, ao preco P1, a quantidade de bens demandada pelos consumidores a esse preco e Q2. Por outro lado, a quantidade de bens que os produtores estao dispostos a produzir a esse preco e Q1. Assim, ha muito poucos bens produzidos para satisfazer os desejos (demanda) dos consumidores. No entanto, como os consumidores tem que competir uns com os outros para comprar o bem a esse preco, a demanda vai empurrar o preco para cima, tornando os fornecedores querem fornecer mais e aproximar o preco de seu equilibrio. Para a economia, os movimentos e mudancas em relacao as curvas de oferta e demanda representam fenomenos de mercado muito diferentes: 1. Movimentos Um movimento se refere a uma mudanca ao longo de uma curva. Na curva de demanda, um movimento denota uma mudanca no preco e quantidade demandada de um ponto para outro na curva. O movimento implica que a relacao de demanda permaneca consistente. Portanto, um movimento ao longo da curva de demanda ocorrera quando o preco do bem mudar e a quantidade demandada mudar de acordo com a relacao de demanda original. Em outras palavras, um movimento ocorre quando uma mudanca na quantidade demandada e causada apenas por uma mudanca de preco. Como um movimento ao longo da curva de demanda, um movimento ao longo da curva de oferta significa que a relacao de fornecimento permanece consistente. Portanto, um movimento ao longo da curva de oferta ocorrera quando o preco do bem mudar e a quantidade fornecida mudar de acordo com a relacao original de suprimento. Em outras palavras, um movimento ocorre quando uma mudanca na quantidade fornecida e causada apenas por uma mudanca no preco, e vice-versa. Uma mudanca na curva de demanda ou oferta ocorre quando uma quantidade de mercadorias demandada ou fornecida muda mesmo que o preco permaneca o mesmo. Por exemplo, se o preco de uma garrafa de cerveja era 2 e a quantidade de cerveja exigida aumentasse de Q1 para Q2, entao haveria uma mudanca na demanda por cerveja. Mudancas na curva de demanda implicam que a relacao da demanda original mudou, significando que a demanda por quantidade e afetada por um fator diferente do preco. Uma mudanca na relacao de demanda ocorreria se, por exemplo, a cerveja se tornasse repentinamente o unico tipo de alcool disponivel para o consumo. Por outro lado, se o preco de uma garrafa de cerveja era de 2 e a quantidade fornecida diminuiu de Q1 para Q2, entao haveria uma mudanca no fornecimento de cerveja. Como uma mudanca na curva de demanda, uma mudanca na curva de oferta implica que a curva de oferta original tenha mudado, o que significa que a quantidade fornecida e afetada por um fator diferente do preco. Uma mudanca na curva de oferta ocorreria se, por exemplo, uma catastrofe natural causasse uma falta de massa de lupulo, os fabricantes de cerveja seriam forcados a fornecer menos cerveja pelo mesmo preco.